Dr. Danilo Brachini – Implantes Votuporanga

L-PRF IMPLANTODONTIA

Desenvolvida há cerca de dez anos pelo médico francês Joseph Choukroun, a técnica já é utilizada há bastante tempo na Europa e nos Estados Unidos, com pesquisas científicas.

A engenharia genética caminha a passos largos e influenciam diretamente nos procedimentos e cirurgias odontologias, principalmente em implantes e enxertos dentários. A “fibrina rica em plaquetas e leucócitos”, conhecida no ramo como L-PRF, começou a ser utilizada recentemente de forma efetiva e significa uma agressividade cirúrgica muito menor – consequentemente o trauma e a dor também são reduzidos. Outra vantagem é a rapidez com que o material, recolhido do sangue do paciente, é produzido. Obtido e processado em uma centrífuga, que irá separar as fases de plaqueta e leucócitos, contendo fração de fibrina, formará uma fina malha. Todo esse procedimento é realizado durante a cirurgia, e no final da mesma, a malha é aplicada no local necessário. Tais membranas autólogas são ricas em fatores de crescimento capazes de transformar células-tronco do adulto em células específicas para a formação de ossos ou gengiva (cicatrização) em um período extremamente rápido e eficiente – de 7 a 14 dias. Quando suturadas no local, aumentam o biotipo tecidual e também pode ser usadas para fabricar preenchimento para os alvéolos após extrações, complementando o espaço entre o implante e a tábua óssea como uma alternativa ao enxerto ósseo ou dentário. Mesmo sendo uma novidade, o custo não é maior do que um procedimento convencional. Na medicina já é usado na ortopedia, a cirurgia plástica e a dermatologia.

CARGA IMEDIATA

Nada mais é do que a colocação do dente na mesma secção da instalação do pino do implante. Com essa técnica é possível repor um ou vários elementos no mesmo dia, ou depedendo do planejamento no Maximo ate 3 dias. O índice de sucesso, quando bem indicada, é semelhante as técnicas tradicionais.

RESTAURAÇAO DENTOALVEOLAR IMEDIATA

Implante dentário é uma estrutura de metal (parafuso) que são posicionado no osso dos maxilares, com a função de substituir a raiz dos dentes. Com isso torna-se possível colocar dentes substitutos. Ao contrario que muitos pensam os implantes surgiram para repor uma arcada inteira, com o tempo nova indicações foram atribuídas aos implantes, como repor um elemento isolado de forma idêntica ao natural. A evolução das técnicas chegam a um nível tão alto que possível substituir dentes com infecção e consequentemente destruição do osso seu redor, por implantes em carga imediata. A técnica consiste na extração dental, instalação do implante e reconstrução do osso na região e suturas, já na mesma sessão o paciente, sai com o dente sobre implante. Essa técnica somente alguns profissionais estão capacitados a realiza-lá.

ENXERTO ÓSSEO

Pacientes q perderam de seus dentes a muito tempo, ou sofreram algum traumatismo na face , infecções locais e usaram por muito tempo próteses moveis mal adaptadas apresentam uma deficiência óssea para instalação de implantes. Essa deficiência pode ser corrigida com enxertos ósseos nas regiões afetadas possibilitando assim a instalação dos implantes. O tecido enxertado pode ter varias origens como do próprio paciente, de um doador de órgão, bovino, e sintético. Cabe apenas ao especialista a escolha, dependendo de cada caso, do melhor material a ser utilizado.

ENXERTO GENGIVAL

Na implantodontia o enxerto gengival é destinado para a correção de pequenas deformidades na região mas não há a necessidade de enxerto ósseo para a instalaçao do implante. Tem como vantagem uma cicatrização mais rápida e a finalização do tratamento em um tempo bem menor. Consegue-se resultado de excelência estética apenas usando essa técnica.

LENTES DE CONTATO

Lentes de contato nada mais são do q facetas laminadas ainda mais finas e recebeu este nome devido a sua característica fina e quase q transparente, semelhantes com as lentes de contato oftálmicas. Neste tipo de tratamento não há desgaste da estrutura dentaria ou pequenos desgastes para possibilitar o assentamento das mesmas ao dente. As lentes de contato tem indicação mais restrita q as facetas sendo destinada ao tratamento para aumento do tamanho dos dentes, fechamentos de espaços e mudança de formato dos dentes. Essa modalidade de tratamento só foi possível graças a grande evolução das cerâmicas onde uma empresa alemã chamada Ivoclair desenvolveu um material chamado E-MAX q tem em sua composição o dissilicato de lítio q é uma cerâmica com uma ótima resistência, translucides e compatibilidade com os sistemas adesivos atuais possibilitando assim resultados com uma ótima estética.

FACETAS LAMINADAS CERÂMICAS

No passado não muito remoto as cerâmicas odontológicas para poderem ser usadas eram aplicadas em cima de uma estrutura metálica e este metal não tinha como ser colado efetivamente ao dente, então para corrigir pequenos defeitos era necessário o desgaste circunferencial do dente numa espessura de 2mm para mascarar o metal q estava por baixo da cerâmica.

Com a evolução dos sistemas adesivos tornou-se possível a colagem de uma cerâmica odontológica a superfície anterior de um dente possibilitando assim a harmonização estética do sorriso com um mínimo de desgaste da estrutura dentaria. As facetas laminadas estão indicadas para a mudança da anatomia dos dentes, correção de posicionamento, alterações de cor, fechamento de espaços dentários (diastemas) e aumento do tamanho dos dentes. A quantidade de desgaste do dente esta condicionada ao problema a ser corrigido.